Número total de visualizações de página

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ESTOU FARTA

No outro dia a minha stora de português como TPC mando fazer um texto que tinha de começar com "estou farta"
No fim-de-semana não consegui escrever nenhuma palavra, não era por falta de ideias pois estas existiam, não convinha era escreve-las pois não ia agradar a muitas pessoas
(mas isto um dia explico).

Hoje (véspera de entregar o dito texto) sentei-me aqui enfrente ao PC coloquei os auscultadores nos ouvidos (apesar de não estar a ouvir nada) e comecei a escrever.

(depois destas longas palavras que não vos interessavam para nada (isto se algum le o blog))

Aqui esta o texto:


Estou farta deste silêncio ensurdecedor que se faz ouvir como um trovão que enche os céus de medo.
Estou farta destas ondas que batem fortemente nos módicos grãos de areia que tentam sobreviver a mais um ensinar deste mar.
Estou farta do alvoroço dos rios, dos ventos que quebram as árvores, das gotas que caem no meu jardim.
Estou farta do remoer da farinha, do apanhar trigo.
Estou farta da constante melodia que se faz ouvir nas profundezas da terra.
Estou farta da simplicidade dos olhares, dos sorrisos, dos abraços.
Estou farta deste folhear de páginas sem nunca mudar de capítulo.
Estou farta dessas palavras que completam o livro, do afiar o lápis, do riscar de folhas.
Estou farta do som destas balas que atravessam o corpo, do levantar da espada.
Estou farta destes argumentos que comprovam o vazio, que fazem sentir o nada.
Estou farta deste afogar de registos esculpidos na pedra.
Estou farta deste sustentar de aparências.
Estou farta deste anoitecer que adormece sonhos, desta luz que acorda os pesadelos e cerca as ilusões.
Estou farta da felicidade triste, dos sorrisos infelizes, dos olhares simulados.
Estou farta desta voz que deixa tudo acontecer
Estou farta deste choro que inunda este espaço.
Estou farta do cansaço que se apodera do bater do coração.
Estou farta dos espinhos desta rosa que me enfraquecem cada vez mais.
Estou farta desta sobrevivência.







espero que tenham gostado (comentem)

Sem comentários:

Enviar um comentário